5 Dicas de como fotografar imóveis para negociar mais rápido

Dicas para fotografar imóveis

Fotografar imóveis é um assunto sério, ainda que muitas fotos sejam hilárias. Ao acessar um anúncio on-line, quem nunca se deparou com uma imagem de uma porta ou uma quina de parede, sem qualquer contexto? Ou então, em uma foto do banheiro, quem já não viu o reflexo do(a) corretor(a) de imóveis e do flash da câmera no espelho? E aquele registro da sala com o proprietário sem camisa no sofá? Complicado, né?

Situações como essas são comuns em qualquer portal de imóveis e em sites de imobiliárias. O ideal é que essa função fosse exercida por fotógrafos profissionais, com um portfólio específico de trabalhos no setor, mas sabemos que isso nem sempre é possível. Muitas vezes os corretores precisam cuidar também da parte de marketing e divulgação dos imóveis, mesmo sem ter experiência na área.

Estas dicas de fotografia imobiliária ajudarão a deixar suas fotos o mais profissionais possível, seja você corretor(a), seja você proprietário que pretende cadastrar seu imóvel na Trocalar. Vamos lá?

Fotografar imóveis do jeito certo acelera a negociação

A primeira lição importante sobre a fotografia imobiliária é que você não está fazendo um inventário de tudo o que há no imóvel, mas estimulando a imaginação de quem se interessou por ele. Que tipo de experiência essa pessoa terá ao ver as fotos? Que emoções ela sentirá?

No Brasil, 90% das buscas por imóvel começam da internet e 90% das informações enviadas ao cérebro são visuais, então a imagem tem um papel fundamental para transmitir essas emoções. Como prova do efeito positivo que uma boa fotografia tem, fotos tiradas com uma câmera DSLR profissional são capazes de aumentar o valor de venda do imóvel e acelerar a negociação em semanas.

Aliás, esta é nossa primeira dica.

1. Invista em um bom equipamento quando puder

equipamento-fotografia-imobiliária

Fotos tiradas de celular são apenas um quebra-galho. Mesmo que muitos smartphones já tenham boas câmeras, ainda estão longe de chegar ao nível de uma DSLR (digital single-lens reflex, ou câmera digital de reflexo por uma lente). Essas câmeras profissionais oferecem mais controle sobre as características da imagem e têm lentes adaptáveis a cada situação.

A própria qualidade da imagem também costuma ser maior, assim como o tamanho da foto. Isso faz uma enorme diferença na hora de compactar os arquivos ao anunciar em um portal imobiliário, porque os detalhes do imóvel permanecem nítidos.

Com o passar do tempo e você ganhando experiência nos cliques, recomendamos investir em um tripé e em equipamentos de iluminação para ter ainda mais controle sobre o cenário. Enquanto isso, veja como tirar proveito da iluminação natural.

2. Flash só quando não houver outra opção

iluminação-natural-decoração-escura

O flash passa uma impressão artificial e acaba “estourando” algumas partes da imagem. Para evitar usá-lo, é muito importante agendar com antecedência o melhor horário para tirar as fotos. Isto é, o horário em que a luz mais favoreça os ambientes.

Como regra geral, faça as fotos em dias ensolarados no começo da manhã ou no final da tarde, evitando a incidência de maior iluminação ao meio-dia. Abra bem as cortinas e, se necessário, complemente áreas mais escuras do recinto com a lâmpada de um abajur, por exemplo. Imóveis com mobília escura precisam de atenção extra na iluminação para não parecerem muito pesados.

Também é possível controlar a entrada de luz diretamente na câmera, inclusive em diversos modelos de smartphone. Mas tenha muito cuidado com isso: é melhor tirar fotos um pouco mais escuras e ajustar o brilho depois do que acabar com imagens esbranquiçadas sem conserto.

3. Home staging, ou decoração cenográfica

home-staging-decoração-fotografia-imobiliaria

Lembra-se de quando dissemos que você deve estimular a imaginação do comprador? Pois bem, é preciso apresentar o imóvel não como ele é para os atuais proprietários, mas como ele pode ser para os futuros.

Tire o máximo de penduricalhos da vista, guarde todos os objetos pessoais e deixe apenas o que for decorativo. Vale arredar móveis e até espalhar algumas plantas pelo ambiente. Esses pequenos cuidados dão mais vida ao espaço!

Ah, cuidado também para não aparecerem animais ou pessoas nas fotos, como no reflexo de espelhos. Todos os holofotes devem estar sobre o imóvel, sem distrações.

4. Lentes e ângulos que favorecem o espaço

angulo-fotografar-imoveis-dicaangulo-fotografar-imoveis-dica

Antes de fotografar o imóvel, percorra-o à procura dos melhores ângulos e enquadramentos. Sua meta é passar a impressão de ambientes amplos.

Nesse sentido, uma vantagem das câmeras DSLR é poder mudar a lente: quanto menor o tamanho dela, mais objetos cabem na foto. Por exemplo, a de 10 mm faz os espaços parecerem maiores sem deformar a imagem, como é o caso das lentes olho de peixe (que sugerimos evitar).

Dica bônus 1: posicione-se nos cantos para pegar uma visão mais profunda dos recintos.

Dica bônus 2: use referências para endireitar o enquadramento e evitar fotos tortas: mesas e cômodas servem como orientação da linha horizontal, enquanto quinas de paredes, portas e estantes como orientação vertical.

5. Fotografar imóveis também precisa de ajustes finais

como-fotografar-imoveis

A fotografia imobiliária deve ser feita com atenção, mas sem parecer artificial. Alguns retoques são essenciais para compensar algumas carências do equipamento ou até mesmo condições climáticas. Por exemplo, fotos em dias nublados demandam um pouco mais de brilho para contrabalançar a falta natural de iluminação.

A boa notícia é que você tem várias ferramentas gratuitas à disposição para editar suas fotos. O software GIMP é bastante completo e é uma das alternativas ao Photoshop mais populares do mercado. Se deseja fazer uma edição mais pontual, ajustando brilho, contraste ou saturação (intensidade das cores), o Canva Photo Editor é uma solução prática on-line. E no celular, o Adobe Photoshop Express funciona em iPhone, Android e Windows Phone.

Hora de cadastrar imóveis!

Agora que você já sabe os conceitos básicos de como fotografar imóveis para valorizá-los, que tal começar a gerar resultados na Trocalar? Cadastre-se com fotos incríveis para facilitar ainda mais sua negociação.

Leia também:

9 ferramentas para imobiliárias atraírem os clientes certos

Minha imobiliária precisa estar nas redes sociais?